Follow:
LIFESTYLE

Como o tempo passa rápido

Sabe aquele momento que a gente para pensar e a imaginação vai longe? É nessa hora que pego meu note e começo a digitar, claro que antes de tudo paro e fico olhando fixamente para a tela do computador procurando as palavras inciais para meu texto.
Não sei de onde veio esse calor que chegou de repente (não reclamo, adoro), por isso achei melhor sentar no chão com o note no colo para fazer este post. Nossa até parece que vou dar alguma noticia, mas não tem nada disso. 
Eu amo ter alguns momentos para pensar na vida e quando olhei hoje para data em que estamos tive a sensação de alguém ter jogado um balde de água fria no meu rosto! 17/09/2015!!!! E daqui a pouco vai ser 18…2016, 2020…
Parece papo de vovó, mas o tempo está passando depressa demais, aí me pergunto: O dia deixou de ter 24 horas? A semana ainda tem 7 dias? O ano deixou de ter 365 dias? Não, nada mudou. Mas porque então o ano mal começa e quando a gente “acorda” ele já está terminando? Será que o excesso de tecnologia, informações e preocupações andam devorando nosso tempo? A sensação que tenho é de que 1 ano parece ter apenas 1 mês. 
Nossa quanta coisa planejei para esse ano!!! Algumas delas eu fiz, fiz também algumas que nem imaginava fazer e por fim, outras ficarão para o ano que vem! Daqui a poucos meses estarei revendo as metas de 2015 e colocando as de 2016. 
Sabe aquela sensação gostosa e ao mesmo tempo assustadora de mais um fim de ano chegando? É assim que me sinto no momento.
Fico pensando será que se eu tentasse me desligar um pouquinho conseguiria ver o tempo passar? Será que se eu  deixasse um pouco de lado a tecnologia e as preocupações de lado conseguiria apreciar mais meu tempo, ou tenho que aceitar que esse é mundo em que vivemos atualmente e que tentar me desligar seria o mesmo que remar contra a maré? 
Imagina se uma pessoa ligada o dia inteiro no celular, computador, tv e todas as tecnologias da vida moderna topasse passar 1 mês longe de tudo isso, somente a natureza como entretenimento, será que ela aguentaria? É não dá para se desligar mesmo.
O chão já fazia minhas costas doer então já me aconcheguei na cadeira do escritório. É isso, o conforto da modernidade…
Hora de rever os projetos e o que ainda tem para fazer esse ano afinal o tempo passa rápido demais 🙂
Share:
Previous Post Next Post

Você também poderá gostar:

No Comments

Leave a Reply